sexta-feira, 17 de junho de 2011

Exílio no Novo Mundo



Escolhi a América para viver em penitência. Peregrinei pelos quatro cantos do extenso continente, ora de barco, ora a cavalo ou mesmo a pé. Atravessei mares, desertos, florestas e montanhas improvisando residência em grutas e cavernas. De origem italiana, meu nome é Giovanni de Agostini (1801-1869) , conhecido no Brasil como monge João Maria e nos Estados Unidos como "O eremitaño". Fui da Argentina ao Canadá passando pelo Brasil, Chile, Bolívia, Peru, México, Cuba e Estados Unidos tentando salvar a alma daqueles que eu acreditava se encontrarem no pecado. De 1838 a 1869, foram milhares de quilômetros enfrentando desafios, fazendo de minha trajetória algo tão fantástico que parece improvável você nunca ter ouvido falar de meus feitos. Dedicando grande parte de minha vida às causas do Evangelho e tentando reproduzir o instituto de Santo Antão Abade, alguns me consideram um dos maiores peregrinos que a América conheceu em todos os tempos. De tão inusitada, a minha história de vida poderia ser considerada ficção – mas foi extraordinariamente real.

Um comentário: